• O que é Automação Industrial? 

A Automação Industrial tem como objetivo tornar autônomo um equipamento, máquina ou processo, possibilitando assim que esses sistemas operem sozinhos ou com o mínimo de intervenções humanas. A Automação Industrial é aplicada com diversos objetivos, como a redução de custos, perdas e paradas, o aumento da qualidade, controle, precisão, velocidade, confiabilidade, segurança e produtividade. 

A garantia da confidencialidade dos dados pessoais dos utilizadores do nosso site é importante para a Dawtec Automação. 

• O que é CLP? 

Controlador Lógico Programável ou Programmable Logic Controler – PLC. Consiste de um equipamento micro-controlado que executa uma programação desenvolvida especificamente para cada caso. O Controlador Lógico Programável - CLP é capaz de receber sinais externos (da máquina ou processo) através de suas entradas e comandar equipamentos e dispositivos atrvés das saídas. Desta forma o Controlador Lógico Programável – CLP recebe os sinais do campo, processa esses dados e produz ações de controle no processo controlado. 

• O que é IHM? 

As Interfaces Homem-Máquina – IHM são equipamentos que possibilitam a visualização e controle de processos automatizados. As Interfaces Homem-Máquina – IHM são dotadas de displays ou telas que apresentam as informações presentes no processo controlado e através das teclas ou da tela touch (com sensor de toque) possibilitam comandar os equipamentos do processo.

• Qual a diferença entre CONVERSOR de frequência e INVERSOR de frequência? 

Os equipamentos são os mesmos, a diferença esta na sua nomenclatura, ou seja, o nome popular é inversor de frequência, muito utilizado no mercado, devido a sua tradução direta do inglês FREQUENCY INVERTERS, o nome técnico é conversor de frequência, adotado pela N.C.M. (Nomenclatura Comum Mercosul) que atribui a classificação fiscal de produtos e equipamentos e determina sua taxação percentual de IPI. Ambos são equipamentos eletrônicos compostos basicamente pêlos blocos retificador, circuito intermediário e pelo bloco inversor, e tem por objetivo variar a velocidade de motores elétricos trifásicos. 

 • Quais as diferenças entre os conversores de frequência e os soft-starters? 

Ambos são equipamentos eletrônicos, porém, enquanto os soft-starters proporcionam apenas a partida suave dos motores os conversores de frequência além de possuir as mesmas características de partida suave com rampas ajustáveis, modulam a rotação do motor, controlam seu torque, tem possibilidade de controle de posicionamento (através de sensor de realimentação) e nos modelos mais avançados possuem funções de CLP (Controladores Lógicos Programáveis) incorporadas, que permitem sua programação.